Na complexidade do cenário em que vivemos em sua dimensão sócio-política, econômica e cultural e em meio às tribulações e sofrimentos provocados pelo COVID – 19, exigindo de todos unir forças, no dia 06.06.20, fomos surpreendidos pela notícia estampada no jornal Estado de São Paulo: “Por verbas, TVs católicas oferecem a Bolsonaro apoio ao governo”.  Na verdade, uma proposta feita dia 21 de maio em reunião pública, por vídeo conferência, transmitida nas redes sociais e que contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, sacerdotes, parlamentares e representantes de alguns grupos católicos de comunicação.

São acontecimentos diante dos quais não podemos silenciar-nos. De acordo com os valores que defendemos, não é possível aprovar iniciativas como esta. Outrossim, é pertinente colocar em relevo que nenhum dos que ali estavam representam a Igreja Católica nem fala em seu nome, pois em nome dela fala a Conferência dos Bispos do Brasil, através de seus representantes legítimos.

Ressaltamos que a Conferência da Família Franciscana do Brasil lamenta profundamente a evidência e veracidade da notícia divulgada, por compreender que a ação dos participantes é interesseira, fazem uma proposta de barganha, e independente, denota total falta de comunhão, unidade com a Igreja. Os participantes da videoconferência aderiram a objetivos contrários aos que defende a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que de fato, é a organização que representa e responde por tudo que diz respeito à Igreja do Brasil. Referente ao setor de comunicação, o faz sempre com base nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação ou de seus representantes.

A Conferência da Família Franciscana do Brasil (CFFB), reafirma seu compromisso e comunhão com o Papa Francisco e a Igreja do Brasil, representada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujos pronunciamentos são sempre pautados pelos valores do Evangelho, pelos valores éticos e morais.

Brasília, 08 de junho de 2020

Irmã Cleusa Aparecida Neves, CFA
Presidente da CFFB

#compartilhe